O QUE FAZER QUANDO SE TEM MUITO A FAZER

Por Natalia Viotti –

O mais comum hoje em dia é encontrar alguém na rua e ouvir “nossa, tô na correria”, “tô na luta”, ou então, a mais comum: “cara, tô tão cheia de coisa pra fazer que não sei nem por onde começar”

Quando ouvem essas lamúrias, alguns bons intencionados dão a famosa solução: FAÇA UMA LISTA DE PRIORIDADES!

O que há de errado? Tecnicamente nada, mas o fato é que não deveríamos querer colocar ‘técnica’ em tudo. Tá sobrando mecânica e faltando sentimento. Nem tudo é conquistado a base de números, fórmulas mágicas e, principalmente… de CONTROLE.

Pelo contrário, as conquistas mais impactantes da nossa vida são alcançadas quando estamos fora de controle, quando nos permitimos sentir, acolher e aceitar. É aí que a mágica acontece.

Onde quero chegar? Simples, quando não sabemos por onde começar, tudo o que NÃO devemos fazer é começar! Se não sabemos o que queremos, a chance de fazer uma lista de prioridades fiel ao que de fato é prioridade para nós, é remota, pois estaremos presos num mundo exterior e os índices que usaremos para definir o que é ou não mais importante talvez estejam ‘viciados’, pautados no que outras pessoas consideram essencial naquele momento, e não no que nós verdadeiramente sentimos.

Assim, quando alguém fala para mim que não sabe por onde começar, eu simplesmente digo: sente-se confortavelmente num local onde não será incomodado, se possível onde o vento possa te alcançar a ponto de sentir a brisa nos seus cabelos e na sua roupa, feche os olhos, respire e apenas preste atenção no seu corpo, nos batimentos do seu coração, em como seu pulmão recebe aquele oxigênio e o transforma em gás carbônico quando você o expira. Faça isso por uns 10 minutos, coloque o alarme no celular para não se preocupar nem em contar o tempo. Esqueça o mundo lá fora, observe-se! Quando foi a última vez que você olhou para você com olhos atentos e com o coração aberto?

Esse exercício vai te ajudar a recuperar a capacidade intuitiva e criativa, que muitas vezes perdemos por causa da tão falada ‘correria do dia-a-dia’. Isso fará com que tenha mais condições de entender o que se passa dentro de você, terá certeza do que realmente quer e, consequentemente, sua capacidade de executar aumentará. Depois, claro, se quiser faça uma lista de prioridades, mas entenda que ela servirá apenas como um guia para manter o foco, e não para o encontrar, pois este você só encontrará dentro de você!

Que resgatemos nosso instinto, que possamos voltar a sentir. Nós somos os animais que mais pensam, e os que mais erram. Pense nisso!

Natalia Viotti

Advogada, Escritora e Terapeuta Integrativa. Estudou teatro, atuou como Assistente de Direção, e é coordenadora da área trabalhista de um escritório em São Paulo, facilita círculos femininos e é Doula. Natural de Santos (SP), já morou em Piracicaba (SP), Palmas (TO) e em Londres (UK). Reside em São Paulo, capital desde 2006. Ama a dança e o teatro, entende a arte como interpretação dos sentidos e emoções reais do indivíduo e da sociedade, essência de cada um.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *